Preprint has been published in a journal as an article
DOI of the published article https://doi.org/10.1590/0100-6991e-20202595
Preprint / Version 1

A atuação da Angiologia e da Cirurgia Vascular na pandemia de COVID-19

##article.authors##

  • Bernardo Cunha Senra Barros Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Departamento de Cirurgia Vascular - Rio de Janeiro - RJ – Brasil; Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Departamento de Cirurgia Vascular - Rio de Janeiro - RJ – Brasil; Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Laboratório de Fisiologia e Microcirculação (BIOVASC) - Rio de Janeiro - RJ – Brasil
  • Aline Barbosa Maia Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Departamento de Cirurgia Vascular - Rio de Janeiro - RJ – Brasil
  • Marcos Arêas Marques Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Departamento de Cirurgia Vascular - Rio de Janeiro - RJ – Brasil; Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Hospital Universitário Pedro Ernesto (HUPE), Serviço de Angiologia - Rio de Janeiro - RJ – Brasil https://orcid.org/0000-0002-5329-7819
  • Paulo Roberto Prette-junior Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Departamento de Cirurgia Vascular - Rio de Janeiro - RJ – Brasil
  • Stenio Karlos Alvim Fiorelli Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Departamento de Cirurgia Vascular - Rio de Janeiro - RJ – Brasil
  • Fernanda De Castro Cerqueira Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Laboratório de Fisiologia e Microcirculação (BIOVASC) - Rio de Janeiro - RJ – Brasil https://orcid.org/0000-0002-1775-0225

Keywords:

Infecções por Coronavirus, Coagulação Sanguínea, Trombose, Embolia Pulmonar, Coronavirus

Abstract

A epidemia pelo novo Coronavirus (2019-nCoV), surgido na cidade de Wuhan, na China, em dezembro de 2019, quando sintomática, apresenta-se majoritariamente por um quadro de pneumonia pulmonar que é precedida por febre, tosse seca e mialgia. No entanto, conforme a doença se espalhou globalmente e o número de hospitalizações aumentaram de forma exponencial, notou-se que a maior parte dos pacientes graves internados por COVID-19 possuem alterações laboratoriais dignas de atenção, como linfopenia, neutrofilia, aumento do tempo de protrombina e elevação dos níveis de D-dímero. Devido tais mudanças se mostrarem cruciais para a taxa de mortalidade e morbidade nesse subgrupo de infectados, diversos trabalhos com enfoque na fisiopatologia, principalmente hematológica, da doença surgem a cada dia. Aprofundando em tais estudos, variados trabalhos publicados evidenciaram a infecção pelo Sars-CoV-2 à instalação de um estado pró-trombótico em pacientes hospitalizados graves, o que acarreta em potencial ocorrência de eventos trombóticos venosos ou arteriais nessa coorte. Assim, para entender como os Departamentos de Angiologia e Cirurgia Vascular estão atuando no contexto da pandemia de COVID-19, este estudo tem por objetivo reunir estudos que revelam desde protocolos aplicados nos serviços vasculares na atual conjuntura, até a atuação dos cirurgiões vasculares e angiologistas no manejo clínico e cirúrgico de pacientes infectados ou não, como forma de ajudar e esclarecer essa especialidade durante o contexto de pandemia pelo novo coronavírus. Para a seleção dos trabalhos foram utilizados os seguintes critérios de busca: “Coronavirus and venous thrombosis”, “Coronavirus and thrombosis”, “COVID-19 and venous thrombosis” e “COVID-19 Coronavirus and thrombosis”.

Posted

2020-05-29

Section

Health Sciences