Preprint has been submitted for publication in journal
Preprint / Version 1

Planejamento da avaliação psicológica: implicações para a prática e para a formação

##article.authors##

DOI:

https://doi.org/10.1590/SciELOPreprints.521

Keywords:

psychological assessment, applied psychology, professional training

Abstract

A realização de um processo de Avaliação Psicológica (AP) exige do profissional um amplo domínio de teorias e métodos reconhecidos pela Ciência Psicológica. Quando se trata de fazer determinações psicológicas sobre uma pessoa, o uso de testes psicológicos tem vantagens sobre julgamentos injustificados motivados por experiência individual. Os resultados obtidos pelo uso de instrumentos padronizados são considerados mais confiáveis, mais válidos, mais facilmente reproduzíveis e mais objetivos que uma avaliação baseada somente na análise subjetiva de um avaliador. Contudo, o planejamento desse processo se coloca como uma etapa crucial para a qualidade da AP, que engloba a tarefa de escolha dos testes e técnicas de avaliação adequados ao objetivo, ao contexto e ao conhecimento do psicólogo. O presente estudo tem como objetivo auxiliar a organização e o planejamento do processo de AP com foco na escolha de testes e técnicas psicológicas com o intuito de orientar estudantes de graduação e profissionais com pouca aproximação com o campo da AP. Trata-se de um estudo teórico, baseado na experiência prática em diferentes contextos e docente. É apresentado um fluxograma ilustrativo, o qual é explicado por meio de exemplos práticos focados em três principais áreas de atuação: clínica, trânsito e seleção de pessoas. É apontada a importância de reflexão sobre o conhecimento necessário para realizar um processo de AP, considerando o acesso à informação por parte dos profissionais psicólogos, o entendimento sobre a qualidade psicométrica dos instrumentos e cuidados éticos.

Downloads

Download data is not yet available.

Metrics

Metrics Loading ...

Posted

2020-05-19

Section

Human Sciences